Rodízio de pneus, faz sentido ou não?

Quem lembra da última vez que fez rodízio de pneus? Apesar de ser um ação bastante defendida no passado, essa questão de segurança e manutenção vêm sempre acompanhada de muitas dúvidas. 

Segundo a revista Quatro Rodas, podemos afirmar que, apesar de ser um assunto bastante discutido, o recurso é sim uma boa ideia sempre que possível. E deve-se incluir também o estepe no processo. Isso porque, foram consultadas 18 montadoras e somente duas delas são contrárias ao rodízio de pneus: a BMW e a Renault.

Então, assim como qualquer dúvida que pode-se ter com relação a manutenção do carro, recomenda-se sempre consultar o manual do veículo para saber o que sua montadora recomenda.

 Para evitar qualquer dor de cabeça, hoje a Fins Pneus vai te mostrar alguns pontos que devem ser levados em consideração no rodízio de pneus, prezando sempre pela segurança do usuário.

  1. A maioria das montadoras recomenda que você faça o rodízio de pneus entre 5 mil e 10 mil quilômetros rodados. O manual do veículo vai dizer com exatidão, até por que algumas marcas indicam o rodízio somente na revisão.
  2. Caso o estepe seja igual as outras rodas, recomenda-se colocá-lo para rodar a partir dos 10 mil quilômetros, na traseira ou na frente, em qualquer um dos lados. O uso desse pneu faz com que o conjunto todo dure 20% a mais.
  3. Recomenda-se a troca dos quatro pneus a cada cinco anos, independente da quilometragem acumulada. Isso se deve a vida útil da borracha do pneu.
  4. A maior parte dos carros tem motor dianteiro e tração dianteira, fazendo com que o desgaste em um dos eixos seja maior. O rodízio, portanto, pode ajudar a compensar o desgaste.

            No geral, a recomendação para o rodízio de pneus se deve, principalmente, ao aumento da segurança, já que todos os pneus ficarão com os desgastes parecidos.

Mas então quer dizer que se fizer o rodízio, todos os pneus terão que ser trocados de uma vez só?

Infelizmente, sim. Apesar do rodízio aumentar em torno de 20% a expectativa de vida dos pneus, ao fim do processo o proprietário terá de comprar cinco novos pneus de uma só vez. O que equivale a economia feita durante o processo.

No entanto, em se tratando de segurança, essa é a melhor coisa a se fazer. Já que substituir somente os pneus que estão gastos - que são, geralmente, os do eixo de tração - acarretará num desequilíbrio das rodas e, portanto, pode trazer problemas maiores, tanto com relação à manutenção do veículo, quanto à segurança

E agora? Bateu aquela preguiça de fazer o rodízio de pneus, mas se preocupa com segurança? Então leve seu veículo a Fins Pneus para fazer uma revisão, que lá seu problema será resolvido.