Loja 1: Av. Conselheiro Carrão, 558 • Vila Carrão • São Paulo • SP • 11 2091 7678 | 2942 8043
Loja 2: Rua Bom Pastor, 1547 • Ipiranga • São Paulo • SP • 11 2069 9363 | 2914 7729

Pré inspeção VEICULAR

O Programa de Inspeção e Manutenção de Veículos em Uso I/M- SP foi definido pelas Leis Municipais nº 11.733 de 27 de março de 1995, n°12.157 de 9 de agosto de 1996 e nº 14.717 de 17 de abril de 2008 e pelas resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA e está previsto no Artigo 104 do Código de Trânsito Brasileiro - CTB.

O Programa inspeciona todos os veículos registrados no Município de São Paulo. O objetivo é reduzir a poluição do ar e assim melhorar a qualidade de vida de todos os paulistanos.

A Inspeção Ambiental Veicular é uma forma eficaz de controlar a emissão de gases poluentes liberados pelos escapamentos dos veículos. Atualmente, aproximadamente 50 países realizam a inspeção.

O Programa mede nos automóveis e motocicletas os níveis de CO, CO2 e HC e nos veículos a diesel mede os valores de opacidade e de material particulado cujos limites são estabelecidos na Portaria 147/SVMA.

IMPORTANTE:

Veículos movidos por mais de um combustível (bicombustíveis ou tetrafuel) devem comparecer à inspeção abastecidos de todos os combustíveis.
Caso contrário, será REJEITADO.

Veículos FLEX serão inspecionados com o tipo de combustível usado no momento pelo motorista.

Veículos sem a haste de sustentação do capo não serão inspecionados.

PRÉ-INSPEÇÃO VISUAL

O primeiro passo é verificar a compatibilidade de cor, combustível, categoria, marca e modelo do veículo com relação aos dados cadastrados no DETRAN. Em seguida, alguns itens são checados para avaliar:

  • Bom funcionamento do motor.
  • Emissão de fumaça em excesso.
  • Vazamentos aparentes.
  • Vazamentos no sistema de admissão de ar.
  • Alterações do sistema de escapamento.
  • Falta de combustível para realizar a inspeção.
  • Alteração ou deterioração do sistema de admissão de ar.

Se o veículo apresentar pelo menos uma das irregularidades acima, será REJEITADO e não fará a medição de gases.

INSPEÇÃO VISUAL

Nesta etapa o inspetor verifica o estado aparente dos itens de controle de emissão, de acordo com cada marca/modelo e ano do veículo.

Os itens avaliados são:

  • Sistema PCV (ventilação positiva do cárter) ausente ou danificado.
  • Fixação, conexões e mangueiras do sistema PCV, irregulares.
  • Sistema EGR (recirculação de gases de escapamento) ausente ou danificado
  • Fixação, conexões e mangueiras do sistema EGR, irregulares.
  • Cânister ausente ou danificado.
  • Fixação, conexões e mangueiras do cânister, irregulares. Presença, tipo de aplicação, estado geral, verificação do conteúdo e fixação do catalisador, irregulares.
  • Presença, fixação e conexão elétrica de sonda lambda, irregulares.
  • Sistema de injeção de ar secundário ausente ou danificado.
  • Fixação da bomba e/ou conexões do sistema de injeção de ar secundário, irregulares.

Se o veículo não estiver em conformidade com ao menos um dos itens avaliados, será REPROVADO, mas mesmo assim é encaminhado para a medição de gases.

INSPEÇÃO COMPUTADORIZADA

É a última etapa do processo que mede os níveis de CO, CO2 e HC, para em seguida, comparar com os limites que aprovam o veículo, estabelecidos na Portaria 147/SVMA.

No veículo movido por mais de um combustível, os testes são feitos com cada um dos combustíveis.

Antes de realizar a emissão de gases, o inspetor verifica a rotação de marcha lenta. Se o valor encontrado para a marcha lenta estiver fora da faixa especificada, o veículo é REPROVADO, porém mesmo assim é submetido à medição das emissões dos gases.

A medição de emissões, segue as etapas abaixo:

  • A sonda é posicionada no escapamento.
  • O veículo é acelerado durante 30 segundos em velocidade angular constante de 2500 ± 200 RPM para descontaminação do óleo do cárter.
  • Início automático da medição dos níveis de concentração de CO, HC e diluição dos gases de escapamento do veículo a 2500 RPM ± 200 RPM.
  • Avaliação dos resultados de acordo com os limites estabelecidos. Em seguida, o equipamento realiza mais medições sob regime de marcha lenta. Os veículos aprovados recebem o certificado de aprovação e o s selo é colado no vidro do carro
  • Se os valores avaliados não atenderem aos limites estabelecidos, o motor é mantido em aceleração por até 3 minutos, enquanto o equipamento faz novas medições. Continuando acima dos limites após os 3 minutos de aceleração, o veículo é reprovado.
  • O Certificado de Aprovação deve informar os limites e os valores obtidos nas medições de rotações e opacidade.
  • O Relatório de Inspeção deve informar os limites os valores obtidos nas medições (quando medidos), os itens de reprovação na inspeção visual e os itens não atendidos na pré-inspeção visual.

IMPORTANTE:

A Controlar não informa o problema mecânico que causou a reprovação de seu veículo.

Atenção motoristas:

Veículos REPROVADOS ou REJEITADOS na primeira inspeção têm até 30 dias corridos para realizar os reparos e voltar para uma reinspeção gratuita, que também deve ser agendada. Em caso de nova reprovação/rejeição, devem recolher nova tarifa.

fonte: Controlar
Loja 1: Av. Conselheiro Carrão, 558 • Vila Carrão • São Paulo • SP • 11 2091 7678 | 2942 8043
Loja 2: Rua Bom Pastor, 1547 • Ipiranga • São Paulo • SP • 11 2069 9363 | 2914 7729



Desenvolvido por Orion Public- 2010